ARTIGOS

PUBLICADOS

Carga Tributária Brasileira

por Magalhães & Souza Advogados

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Os empresários de uma forma geral trazem a responsabilidade de gerar e manter milhares de empregos, colocando comida na mesa de muitos pais de família.

 

Existem vários na mesma situação, trazendo no peito o sentimento de descrédito para com o governo brasileiro, notadamente no que se refere à extorsiva tributação que assola as empresas neste País.

 

 A Tributação Brasileira é uma das maiores do mundo, girando entre 32% a 33% do Produto Interno Bruto - PIB nacional. Na América Latina e Caribe, a média da tributação se aproxima dos 22% de incidência sobre o PIB.

 

Fora isso, não existe no Brasil uma contraprestação pelo Poder Público condizente com uma taxação tão elevada. Muito ao contrário, de acordo com o Procurador Federal Paulo Roberto Falcão, o Brasil joga pelo ralo cerca de 200 bilhões de reais anuais com a corrupção, o que corresponde a aproximadamente 3% do PIB nominal. Ora, são gastos, anualmente pela União, R$ 110,2 bilhões com saúde e R$ 62,5 bilhões com educação. Ou seja, a corrupção “leva embora” um valor mais alto do que a soma dos investimentos em nossas escolas, universidades e hospitais juntos!

 

Quem paga essa conta ?? Eu, você e todos os que geram empregos e colocam comida na mesa de milhares de pais de família pelo Brasil a fora.

 

O que pode parecer complicado na realidade não é. É simples: não se justifica uma tributação tão elevada.

 

A esperança  é para que nesta atual gestão presidencial, relembrando que a “meritocracia” se demonstrou uma das falas mais reiteradas e veementes da campanha do atual Presidente, os empresários sejam, na medida do possível, desonerados da imensa carga tributária que são obrigados a suportar.

 

Sobretudo os do setor de produção alimentícia. Afinal, produzem comida, geram empregos e ao invés de ser recompensados por alavancar a qualidade de vida no país, são penalizados por isso !!

 

Contribuir com impostos não pode significar ser refém do Poder Público, que ao exigir tributos tão elevados, praticamente impossibilita o crescimento e até mesmo a existência de várias empresas.

 

Combater a tributação não beneficia somente ao empresário, mas também, e principalmente, fomenta os empregos gerados pelas empresas. Este é um de nossos propósitos e nossa missão no Magalhães & Souza Advogados.

 

 

_______________________________________________________________